UM JORNAL EM SIDERÓPOLIS

Página

NOSSO JORNAL EM SIDERÓPOLIS

Em viagem jornalística, seguiu sexta-feira passada, para a Vila de Siderópolis (Urussanga), o nosso companheiro, Joaquim Lopes Andrino, com a finalidade de angariar assinaturas para este periódico semanal e colher impressões a respeito daquela localidade catarinense.

Bem acolhido pelo povo dali, pôde o nosso representante observar a marcha ascendente daquela região, anotando alguns dados no seu “dossiê”, e que, graças ao momento, publicamos hoje nesta edição.

Como diremos, é o 3º Distrito do município de Urussanga, antigamente Nova Beluno e, atualmente, Vila de Siderópolis, sede distrital, com intendência, cartório, sub-delegacia de polícia, ainda, uma Delegacia do Sindicato dos Mineiros.

Em todo o distrito, são contadas 8.000 pessoas, que povoam esse limite municipal; e, na vila, (sede), ficou averiguada a existência de 800 almas.

Zona carbonífera, extensíssima, observa-se trabalhando muitos mineiros perto da Vila, pertencente à Companhia Siderúrgica Nacional, com escritório em Siderópolis.

Percorremos em ônibus da Empresa JUGASA, viajando confortavelmente, toda a extensa faixa de estrada, numa distância de 20 quilômetros, apeando-nos alegres e satisfeitos ante o panorama que lá se contempla.

Vimos algum comércio. E o Cine Beluno é para merecer elogios, pois fica bem localizado e instalado.

Visitamos a Igreja de Nossa Senhora Aparecida, paróquia que congrega todos os habitantes da vila, veneranda padroeira, com o seu ilustre vigário, o padre Antonio Kondlick.

O benquisto intendente, senhor Calixto de Matia, operoso e dinâmico, coopera, grandemente, para o engrandecimento daquela gleba.

Possui alguns clubes futebolísticos, alguns varzeanos, bem assim duas sociedades bailantes que, com galhardia, divertem o povo daquele recanto barriga-verde.

E, por último, cumpre-nos assinalar os nossos agradecimentos ao senhor José Feltrin, vereador e escrivão, que, com  alto cavalheirismo, prestou-nos bons informes e, mais que tudo, estendeu-nos bondade e sempre contaremos com sua desinteressada colaboração em favor de nossa faina jornalística. Gratos.

 

Artigo publicado no jornal FOLHA DO POVO, de Criciúma, em 03 de março de 1952, edição nº. 61. Transcrito por Nilso Dassi – Licenciado e Bacharel em História pela UNESC. 

Criciúma, 20 de novembro de 2008.

 

Um comentário sobre “UM JORNAL EM SIDERÓPOLIS

  1. luciane dos santos

    bom dia!!!
    moro em sideropolis a um ano e meio, entro em varias paginas na internet para ver datas de eventos.
    mas nunca econtro nada atualizado, o jornal local so noticias de meses atras…
    nada nessa cidade anuncia datas com antecedencia como por exemplo a festa do colono, data, atraçoes e local.

    ha e gostaria de dar os parabens ao povo daqui pela segurança e traquilidade da cidade…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s